Eu não Aguento mais Sofrer…

Relato de Cristina, 38 anos, odontopediatra, casada e mãe de duas filhas.

“Eu não aguento mais sofrer…” Esta foi uma das primeiras frases que falei no início do tratamento. A ansiedade contínua não me permitia enxergar que eu mesma cultivava o meu sofrimento.

Não conseguia virar a página do trauma de ser humilhada e abandonada havia mais de 5 anos… Responsabilizava a todos,
menos a mim, pelo sofrimento que se arrastava… Generalizei, sem perceber, a culpa para o mundo e fiquei girando muito tempo em torno do mesmo lugar!


Não foi fácil perceber na terapia que eu alimentava o sofrimento … Entendi que era necessário deixar de ser a vítima das
circunstâncias e assumir a responsabilidade das causas e consequências das minhas atitudes. Aprendi outros caminhos e deixei para trás velhas amarras. Estou mais clara e me sinto mais leve, sou melhor companhia para mim e para as pessoas que amo! A cada dia procuro melhorar mais…