Após um pedido de divórcio, durante a gestação, quais atitudes a mulher deve tomar para não prejudicar sua saúde e a do bebê?
30 de agosto de 2018
Durante a gestação, como um desequilíbrio físico e emocional, da mãe, pode prejudicar o bebê?
30 de agosto de 2018

Durante a gestação as mulheres ficam mais sensíveis e com oscilações no comportamento devido aos hormônios. Isso pode mexer com questões mal-resolvidas e desencadear uma crise no casamento?

Sim. Muitos casais chegaram ao meu consultório na eminência da separação justamente no primeiro trimestre de gestação, quando as alterações hormonais que impactam a sensibilidade da mulher são dramáticas. É muito importante que o casal tenha consciência de que as alterações neuroquímicas nessa fase podem amplificar as emoções e temperamentos (tristeza, agressividade, intolerância, etc.) aumentando as chances para o desentendimento. Entre outras pontuações aos cônjuges, oriento que tenham “filtros cognitivos”, isto é: que observem os destemperos emocionais com serenidade, sem entender a situação como um ataque pessoal ou revidar na mesma moeda emocional o parceiro ou a parceira.

Trecho de entrevista com o Dr. Julio Peres concedida para Revista Malu